Sabayon Brasil

0

Novamente e felizmente alguém tomou coragem e ofereceu-nos um local para suporte ao Sabayon Linux, assim parabenizo o guru deste projeto RSSouza

Visite o site: SabayonBR
Fórum SabayonBR

Até a próxima…

Vencemos a batalha contra bugs e a guerra quase!

0

Finalmente o lançamento da Mageia 4 RC ocorreu! Depois de muitas noites trabalhando em bugs restantes bugs, as isos estão agora disponíveis em seus espelhos públicos favoritos.

Polegares para cima da equipe de controle de qualidade para a paciência e determinação de uma jornada longa realmente até que esta versão RC. Este foi quase o último prazo para a liberação final.

Este Release Candidate (RC) inclui muitas correções de bugs nos pacotes, suporte a hardware, instaladores (tanto clássicos e live).

Leia mais…

Distrowatch.com

Peças obsoletas

0

Olá,

Fazia um bom tempo que eu não vinha aqui…, pois é e hoje vim e vou logo entrando de carrão de sena.

Você que mora no estado do Pará e tem por aí peças de computadores obsoletas, que estejam paradas, enfim que provavelmente irão para o lixo, recebo-as.

Porém (aí vem o x) seriam como doações, mas com reembolso das despesas de envio (Correios).

Envio de outros estados e do Pará também que queiram doar essas peças entrar em contato pelo blog ou email: paulocreto AT gmail AT com

PS: A arroba e ponto substituídas por AT, por prevenção de spams.

Grato.

Venha juntar-se a Mageia do Brasil

0

Bom dia a todos!

Estou aqui convidando a todos para juntar-se a Comunidade “Livre” Mageia do Brasil em Mageia do Brasil, venha e efetue o seu cadastro no nosso fórum em Fórum Mageia do Brasil e também se tiver um tempinho ajudar a reconstruir nossa Wiki Mageia do Brasil sua colaboração é muito bem vinda.
Nosso site como a distribuição GNU/Linux Mageia é totalmente comunitária, onde você, eu e todos somos sua maior força.

Agradeço a atenção e sejam todos bem vindos.

Até a próxima

Post aviso aos Magos da Mageia no Brasil

0

Olá a todos,

O fórum, portal e wiki da Mageia que antes era no endereço mageiabr.org, não existe mais, o novo URL do site está neste endereço Mageia do Brasil.
Eu como sou um mal escrevente fico aqui para que não me atrapalhe, portanto, visite o novo site “Mageia do Brasil em:

Fórum Mageia do Brasil

Até a próxima

Mageia Brasil

0

Olá amigos,

Estamos enfrentando alguns problemas com o Fórum Mageia Brasil, porém um grande amigo está fazendo um trabalho herculeo para reavermos o fórum, pedimos um pouco mais de paciência que logo estaremos de volta.

Atenciosamente,
Paulo Corrêa “Creto”
Equipe Mageia Brasil

Crônica atual de Olavo Bilac.

0

Prostituição infantil

Não sei que jornal, há algum tempo, noticiou que a polícia ia tomar sob a sua proteção as crianças que aí vivem, às dezenas, exploradas por meia dúzia de bandidos. Quando li a notícia, rejubilei. Porque, há longo tempo, desde que comecei a escrever, venho repisando este assunto, pedindo piedade para essas crianças e cadeia para esses patifes.

Mas os dias correram. As providências anunciadas não vieram. Parece que a piedade policial não se estende às crianças, e que a cadeia não foi feita para dar agasalho aos que prostituem corpos de sete a oito anos… E a cidade, à noite, continua a encher-se de bandos de meninas, que vagam de teatro em teatro e de hotel em hotel, vendendo flores e aprendendo a vender beijos.

Anteontem, por horas mortas, [***] que me encheu de mágoa e de nojo, de indignação e de angústia. Saía de um teatro. [***] rua central da cidade, deserta a essa hora avançada da noite, vi sentada uma menina, a uma soleira de porta. Dormia. Ao lado, a sua cesta de flores murchas estava atirada sobre a calçada. Despertei-a.

A pobrezinha levantou-se, com um grito. Teria oito anos, quando muito. Louros e despenteados, emolduravam os seus cabelos um rosto desfeito, amarrotado de sono e de choro. E dentro do miserável vestidinho de chita, todo o seu corpo tremia, como numa convulsão, nervosamente. Quando viu que não lhe queria fazer mal, o seu ar de medo mudou-se logo num ar de súplica. Pediu-me dez tostões, chorando.

E a sua meia-língua infantil, espanholada, disse-me cousas que ainda agora me doem dentro do coração. Perdera toda a féria. Só conseguira obter, ao cabo de toda uma tarde de caminhadas e de pena, esses dez tostões — perdidos ou furtados. E pelos seus olhos molhados passava o terror das bordoadas que a esperavam em casa…

“Mas é teu pai quem te esbordoa?”

“E um homem que mora lá em casa…”

Dei-lhe os dez tostões, sem poder falar.

Ela, já alegre, com um sorriso divino que lhe iluminava a face úmida, pediu-me mais duzentos reis — para si, esses, para doces.
Guardou a nota na cesta, e meteu a mesada na meia, depressa, para a esconder…

Fiquei parado, longo tempo, a olhá-la. O seu vulto fugia já, pequenino, quase invisível na escuridão. Ainda de longe o vi, fracamente alumiado por um lampião, sumir-se, dobrando uma esquina. Segui o meu caminho, com a morte na alma.

Ora — nestes tempos singulares em que a gente já se habituou a ouvir sem espanto cousas capazes de horrorizar a alma de Deiber —, é possível que alguém, encolhendo os ombros diante disto, me pergunte, o que é que eu tenho com a vida das crianças que vendem flores e são amassadas a sopapos quando não levam para casa uma certa e determinada quantia.

Tenho tudo, amigos meus! não penseis que me iluda sobre a eficácia das providências que possa a polícia tomar, a fim de salvar das pancadas o corpo e da devassidão a alma de qualquer dessas meninas. Bem sei que, enquanto o mundo for mundo e enquanto houver meninas — proteja-as ou não as proteja a polícia —, haverá pais que as esbordoem, mães que as vendam, cadelas que as industriem ; cães que as deflorem!

Bem o sei: mas sei também que possuo nervos que vibram, coração que se impressiona e olhos que vêem. E se a polícia não pode impedir a continuação dessa infâmia — pode pelo menos impedir que ela se ostente, escandalosa, florescendo e frutificando à sombra da sua indulgência e da sua tolerância.

A polícia não pode proibir também que as meretrizes de profissão se entreguem ao seu comércio. Mas não deixa que elas apareçam nuas à janela, e muito menos consente que venham fazer no meio da rua, à luz meridiana, o que fazem no interior das casinhas de porta e janela. Com um milhão de raios! quem tem a desgraça de possuir dentro do organismo um cancro incurável — não podendo extirpá-lo, trata ao menos de o esconder, por higiene, por decên-cia, por pudor!

Demais, que custa abrir um inquérito para conseguir saber que grau de parentesco existe entre as crianças vendedoras de flores e os que as exploram? Eu, por mim, posso afirmar a quem de direito que, em cada grupo de dez crianças dessas, interrogadas por mim, duas apenas me têm dito que conhecem pai ou mãe…

Enfim, todos nós temos mais que fazer. E talvez a sorte melhor que se possa desejar hoje em dia a uma criança pobre — seja uma boa morte, uma dessas generosas mortes providenciais, que valem mais que todas as esmolas, todas as bênçãos, todos os augúrios felizes e… toda a comiseração dos cronistas.

Gazeta de Notícias 14/8/1894

Fonte: Tribuna da Imprensa

Vale a pena refletir.

Experiências com multiterminal com systemd

0

Este artigo foi postado originalmente por: lbssousa “Laércio de Sousa na comunidade de usuários da Mageia no Fórum Mageia Brasil.

Olá, mais uma vez!

Estou passando rapidamente por aqui para compartilhar com vocês minhas últimas experiências com multiterminal com systemd.

Nesta semana eu repeti meus testes, agora com o Fedora 18, atualizado com a versão 197 do systemd. Esta versão contém uma contribuição importante do russo Oleg Samarin, que permite configurar o multiterminal mesmo para placas de video da NVIDIA ou AMD com drivers proprietários (até então, só era possível configurar o multiterminal nessas placas utlizando os drivers de código aberto: Nouveau ou Radeon), bem como as fraquíssimas placas Silicon Motion SM501 que equipam os computadores do ProInfo (pregões FNDE 83/2008 e 71/2010). No entanto, ainda é necessário aplicar um pequeno patch no xorg-server para configurar completamente o multiterminal no caso de drivers proprietários.

Esta versão do Fedora também inclui a atualização do udisks2 que permite isolar completamente as portas USB atribuídas a cada terminal. Assim, um pendrive espetado em um determinado terminal só ficará visível para este terminal (a menos, é claro, que se tente acessá-lo a partir de outro terminal como usuário root).

Apesar de ter configurado o multiterminal com sucesso, devo adverti-los que a experiência de uso com a placa SM501 foi péssima, o que inviabiliza a substituição do Linux Educacional 4.0 pelo Fedora no momento. Das duas, uma: ou os drivers dessa placa (que são de código aberto, por sinal) precisam de um tapa para melhorar seu desempenho no Fedora 18, ou essa placa definitivamente não servirá para rodar os ambientes gráficos do futuro.

Resumindo: para se ter uma experiência “agradável” de uso do multiterminal neste modelo de múltiplas placas de vídeo, eu levantaria os seguintes requisitos (aí vocês me respondem se o Mageia vai atendê-los ou não):

1. Placas de vídeo com aceleração gráfica
2. systemd >= 197
3. Remoção completa do ConsoleKit, em favor do systemd-logind (todos os pacotes relevantes da distribuição precisam ser compilados com o suporte a systemd ATIVO e suporte a ConsoleKit INATIVO)
4. udisks2 >= 1.95.0
5. GDM >= 3.4 (mesmo que o ambiente gráfico a ser utilizado não seja o GNOME). O suporte completo do LightDM ao systemd ainda não foi implementado.

Definitivamente, o Ubuntu e seus derivados não atenderão a estes requisitos a curto e médio prazo, pois não deverão adotar o systemd. Fedora e Arch Linux já estão atualizados para atender a estes requistos. Há alguma chance de vermos isso no Debian Jessie, a ser lançado só em 2015. Resta-nos saber como ficam o Mageia e openSuse: eles vão atender a estes requisitos no próximo lançamento, ou devemos aguardar o seguinte? Além disso, apesar do Fedora 18 estar preparado para o multiterminal, infelizmente ele não possui otimizações para uso educacional, como no caso do Edubuntu. O projeto de spin educacional do Fedora está abandonado.

Estou preparando um documento com o meu relato de experiência completo, para publicá-lo em algum blog ou enviá-lo ao C3SL. Não sei se adianta publicá-lo no fórum do Linux Educacional, pois não sei exatamente quem o lê.

Até a próxima.

Lançado o PCLinuxOS Br Gnome 2013.1

0

Olá a todos em uma citação do desenvolvedor do PCLinuxOS versão BR, tenho orgulho em anúnciar aqui:

É com grande alegria que informo o lançamento da primeira versão nacional do PCLinuxOS Br Gnome, a versão 2013.1.
O PCLinuxOS Br Gnome 2013.1 vêm com o kernel 3.2.18-2-bfs, para máxima performance em desktops.
Porém, graficamente, seu tema foi completamente modificado, para ficar arrojadamente bonito, não ficando a dever nada a outros desktops (KDE ou Gnome 3).
Com ícones Faenza, barra de tarefas transparente e infinitas possibilidades de customização, com o Compiz + Emerald, o PCLinuxOS Br Gnome 2013.1 é uma ótima opção para computadores com 1GB de ram (ou menos, mínimo de 512MB) com duplo núcleo, Intel Dual Core, Core2Duo ou superior ou AMD Athlon 64×2, PhenomX2 ou superiores, consumindo apenas 150MB de ram no startup.
Inclui ainda o particionador gráfico Gparted, para usuários avançados ou que não se adaptam com o particionador nativo do PCLinuxOS.
Note-se que o particionador Gparted pedirá a senha de root para funcionar, que é root, bem simples.
O tema gráfico e a interface do navegador Firefox foram remodeladas, o Firefox está em PT_Br nativo, com a interface Australis.
Equipado com o OS Prober 1.53, o que garante uma instalação sem problemas com distros baseadas no Grub 2.

Aplicações:
Navegador WEB: Firefox 18
Mensageiro Internet: Pidgin
Editor de Textos: LibreOffice 4, a partir do instalador automático LOManager
Planilha de cálculos: Calc, LibreOffice 4
Jogos: Suite Gnome Games
CD/DVD burner: SimpleBurn
Compactador de Arquivos: FileRoller
Editor de textos puro: Gedit
Visualizador de PDF’s: eVince
Ferramentas de Arquivos: BleachBit
Particionador: Gparted
Visualizador de Gráficos: eOG, ImageMagick
Gerenciador de Scanner: Xsane
Barra de Tarefas: DockbarX
Player de áudio: DeadBeef
Player de vídeo: Gnome Player
Gerenciador de impressoras: CUPS 1.46
Gerenciador de impressoras HP: HPLIP
Gerenciador de impressoras Epson: Epson Printer Manager
Gerenciador de impressoras Lexmark: Diversos utilitários para controlar impressoras Lexmark
Disponível para download em: Sourceforge.net | PCLinuxOS Gnome BR

Até a próxima

siduction Brasil volta ao ar

0

Estivemos fora por motivos técnicos, mas com o grande empenho do amigo Otto e da enorme colaboração e presentear a hospedagem do Portal siduction Brasil o caro webmaster Igor Isaias Balian deixo meu muito obrigado.

Ainada estamos arrumando a casa mas está no ar.

Atenciosamente,
Paulo Corrêa “Creto

Go to Top